Valtênio Paes

Professor adjunto da Universidade Federal de Sergipe, advogado atuando principalmente no direito, ensino, história, administração pública. Autor dos livros " A LDBEN Comentada'' da Redes Editora e "Derecho Educacional EN EL MERCOSUR" da Editorial DUNKEN.

Pesquise aqui:

O partido da escola deve ser a pluralidade e a diversidade

Valtenio Paes      segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Compartilhe esta página com seus amigos

Cada vez mais é preciso dar sentido às expressões, conceitos. A defesa intransigente dos valores de nossa cultura na escola é um bom caminho.

  As escolas mantidas por igrejas fazem proselitismo religioso. Conservadores professam o liberalismo e os opostos professam saudosamente  o socialismo. Jeremy Rifkin escreve Sociedade com Custo Marginal Zero. O Sem  Terra quer faculdade  com educação para o campo. O curso de pós graduação não tem professor para orientar trabalho diverso da simpatia do curso ou do mestre.

  E aí como ficam a diversidade cultural e a pluralidade de

   ideias? Qual o papel da escola? A escola tem a obrigação de se abrir à difusão e ao debate de todos campos de conhecimento, sempre permitindo que os opostos se conflitem  no campo do saber, estimulando a relação tese-antítese-síntese, se processando constantemente.

  Quando a coragem substituir o medo, quando o preconceito for substituído pela pluralidade e pela diversidade a escola estará cumprindo sua parte.

Comentários

Copyright © 2016 Valtênio Paes - Todos os Direitos Reservados -  Desenvolvido por : miboo.com.br